16 de agosto de 2014

MAIS VALE UMA CACHORRA SINCERA DO QUE UMA BRUXA TRAVESTIDA DE PRINCESA - #2!

Postado Por: Rogério da Fonseca with Sem Comentarios


E ai pessoal, tudo bem? Conforme prometido, darei sequência a mais um post sobre o movimento “escolhi esperar”! Já leram o post #1 aqui do blog? NÃO?? O.o Então aqui está o link MAIS VALE UMA CACHORRA SINCERA DO QUE UMA BRUXA TRAVESTIDA DE PRINCESA - #1!Estão preparados? Mentes abertas? Opiniões afiadas? Quero comentários heim! Verifiquem os cintos, NÃO SE PRENDAM A CASAMENTOS FALIDOS e #partiu! 

3. Escolha x Imposição 

Não é de hoje que a religião tenta manobrar a coletividade. Principalmente aqueles que são seus adeptos. Porém, há de se ter em mente que escolha nada tem a ver com imposição. O censo crítico deve nortear o ser humano em suas decisões na vida. É inevitável que no caminho da vida coisas boas e ruins aconteçam. É natural que assim seja. Já se fala por aí que a tristeza vem para que valorizemos a alegria. 

Enfim, o que nos interessa nesse primeiro momento é distinguir com clareza o que é escolha. Escolha nada mais é do que uma decisão sincera, simples, sem coação. É manifestar a vontade em determinado sentido, sem temer prejuízos, caso não se proceda assim. Aliás, posso afirmar que a vontade deve ser livre, até mesmo para que produza efeitos legais, em um paralelo com o Direito. 

Partindo dessa ideia do que seja escolha, já podemos distinguir com clareza o que o movimento propaga. A escolha é sempre natural, sem dedo divino, que vai trazer alegria ou tristeza. Imposição já é o contrário. Na imposição, alguém mais forte impõe algo a alguém menos forte. É um ato de coação. Faça isso, diz a voz de comando! Não há margem para que se faça qualquer juízo de valor ou de aceitação.

Simplesmente é! Faça logo e pronto! É comando. Faça assim e será feliz. Quer ser “príncipe” ou “princesa”? Quer agradar a Deus? Então FAÇA e terás felicidade! #SQN

Desta forma nascem os adeptos ao movimento. Seres humanos em idade produtiva, que tem o compromisso de buscar a felicidade. Ao invés de se prepararem para um futuro maravilhoso, estão preocupados em escolher alguém que seja segundo o parâmetro do movimento. 

 Porém, o amor não se manifesta como movimentos desejam. O amor não é contido em pregações, muito menos em ensinamentos do que é certo ou errado. O AMOR simplesmente É! Ele tem cor e sabor. Não precisa se apresentar nem ser apresentado, pois todos o conhecem e sabem como ele é! 

Se o movimento deseja que seus adeptos sejam felizes, é simples: deixe-os livres, se preocupem apenas em propagar uma mente crítica, capaz de discernir a vida com leveza, sem regras, dogmas, tabus sexuais e tudo mais que a religião carrega, como forma de controle. 

4. A escolha segundo o parâmetro do movimento. 

Então, como não poderia ficar de fora é o parâmetro. Geralmente alguém que se enquadre no perfil de Deus. Que tenha aceitado a Jesus, que tenha se batizado nas águas e fale línguas estranhas, que seja ativo na obra, e principalmente: que seja seu amigo! Sim, como não! Tem que ser amigos, afinal, ninguém quer casar com um brutamontes cabeludo que seja violento! Porém, não são flores.

O parâmetro a ser seguido não garante felicidade. O que faz a gente feliz é ser livre! Livre para amar, livre para namorar, livre para casar. Não há razão para carregar esse peso nas costas, de ter que ser santo conforme o movimento e tentar ser feliz encontrando alguém pirado conforme o movimento. Digo isso sabendo que quem casa assim não casa feliz. É sempre a mesma história: “gosto dele mas não amo! Mas estou feliz porque minha casa é nova, graças a Deus comprei carro! Aleluia” 

Depois de 4 ou 5 anos meu amigo, o casal está subindo as paredes, pois viver sob o mesmo teto difere de tudo que o movimento propaga.

E o que essas postagens tem a ver com a tal cachorra ou cachorro sincero(a)? É simples: mais vale uma cachorra que seja sincera, do que uma bruxa tentando lutar pra ser o que não é!

Mais vale alguém sincero do que alguém que todos os dias acorda com o peso de tentar ser o que o movimento quer! Afinal, eles confundem os processos humanos com o que a religião prega! Mais vale se entender e amar e ser amado do jeito que se é do que tentar mudar a vida pra ser aceito pelo grupo e por "Deus" da maneira deles. 

Minha intenção não é fazer com que alguém saia do movimento. Minha intenção é simples: te fazer pensar! Fazer essa massa encefálica funcionar. Te fazer enxergar além das barreiras que te impuseram. Te ajudar a sair das cadeias imaginárias criadas pela religião e te livrar desse deus cruel que te ensinaram por ai. Se quiserem mais postagem sobre esse tema, é só pedir nos comentários!

Se alguém quiser contar sua história, desabafar ou apenas conversar, pode usar o formulário do contato, de forma anônima. Apenas deixe e-mail para que eu possa responder!

Abração pessoal! 

Curtam, compartilhem, opinem, critiquem, mas não se deixe sequestrar – nem pelo Metaconsciência! rsrsrs
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário