14 de fevereiro de 2014

Em Construção

Postado Por: Rogério da Fonseca with 1 Comentario
Talvez a frase que nos defina neste momento – e durante toda a vida- seja construção. Estamos nos construindo a cada instante, a cada olhar, a cada gesto, a cada sentimento que surge no coração. Toda construção envolve um processo. E o processo de construir tem duração de acordo com o tamanho da obra que se almeja. A vida é a maior construção, o que não impede que outras menores sejam terminadas durante seu curso.

Olhando para trás, alguns refletem dores, mágoas, sentimentos de perda, tristeza profunda por não ter realizado, ou ter perdido algo precioso. Essas coisas aconteceram logo quando o alicerce estava sendo colocado, quando as bases estavam sendo definidas.

A partir de então, alguns deixaram com que as coisas ficassem paralisadas, pois não havia mais forças pra continuar dali. A questão é que contratempos virão, coisas ruins acontecerão. Porém, precisamos compreender que todas as coisas, sejam elas boas ou más carregam dentro de si uma dualidade: a chance do mal se tornar em bem! A chance daquilo que causou um prejuízo se tornar em benefício.

A questão toda é olharmos pra cada situação com consciência, de que a construção não pode parar. Não se pode deixar que as coisas fiquem inertes. Existem encontros a acontecer, existem pessoas a se conhecer, sonhos a se conquistar.

Em 2014 não vamos deixar a construção parar, vamos concluindo passo a passo, uma coisa de cada vez, nos desvencilhando de todas as coisas que nos trazem miopia na visão, que enchem o coração de desânimo.
Sem ansiedade, sabendo que a construção dos sonhos só depende de nós, que cada parte da obra tem sua dificuldade, mas que um dia, nos orgulharemos da construção e olhando para trás, veremos que valeu a pena não se manter inerte, tendo fé de continuar e de ver que aquilo que poderia ser mal nos trouxe bem!

É a mecânica da vida, sem esforço e dedicação não se chega onde se deseja. Não espere milagres, aquiete sua mente, faça silencio, pause seus pensamentos, escute-se! Ouça a voz de sua alma e não tenha medo de AMAR sem reservas, não tenha medo de se reconstruir!

Abraços!


Rogério da Fonseca
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

Um comentário:

  1. Você ainda responde no e-mail caminhoconsciencia@ymail.com? Se não há outras maneiras de contata-lo? Se não lembra de mim, eu sou o Lucas.
    Parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir