1 de janeiro de 2015

Des-ligados

Postado Por: Rogério da Fonseca with Sem Comentarios
Gente querida, estamos em 2015! Um ano que será será maravilhoso ou não, dependendo apenas de você. É de costume a misticidade das cores, das comidas como a lentilha e outros trazidos culturalmente como meios de atração de coisas boas no ano que se inicia.

Porém, com ou sem misticidade, o sentimento de alguns é de des-ligamento, des-esperança, des- espero. Sentem-se desligados da vida, do amor e principalmente de Deus.

A maior razão pra isso é a culpa religiosa, o medo do fracasso, do novo e de que nada dê efetivamente certo. Não há receitas para o sucesso. Tudo começa em nós;

E o como somos o centro de tudo, precisamos conservar em paz nosso interior, sabendo que Deus escolheu morar em nós, apesar de nós. A humanidade é dEle!

Não são raros os relatos de cansaço. Alguns referem sentir cansaço mental, outros físico mas poucos procuram compreender a espiritualidade ligada no amor. O peso que alguns carregam é insuportável.

Isso se dá porque se esquecem que são a habitação daquele que é amor. O cansaço físico vem como psicossomatização do suposto des-ligamento vivenciado pelo ser humano, principalmente oriundo da espiritualidade.

Neste começo de ano, quero que você se enxergue e se alivie, alivie o peso! Não somatize doenças físicas por sentimentos religiosos. Renove-se pela sua mente, pelo conhecimento mais simples e puro que pode impregnar a alma e encher o coração, trazendo significado para a vida! Sim, venha! É pra você, não tenha medo dessa paz e liberdade que há muito já foi entregue a você! É pra mim e pra você! Venha! Apenas venha! 

O amor escolheu habitar em você. Sem frescuras, neuroses, culpas. Apenas escolheu e pronto. Desejo a todos um excelente ano e conte sempre conosco, pra qualquer desabafo. Pra isso, navegue aqui no blog até o menu  VOCÊ NO METACONSCIÊNCIA e em desabafo e converse!

Será bem-vindo e acolhido! Lembre-se que você foi ligado e não des-ligado! Que isso se torne certeza em nós!

Um grande abraço!
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário